domingo , 20 agosto 2017
Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Início / Notícias / Conselho Federal de Medicina Veterinária lança campanha para promover o bem-estar animal
Direito Agrário

Conselho Federal de Medicina Veterinária lança campanha para promover o bem-estar animal

“Você sabia que os animais são seres sencientes, ou seja, capazes de sentir emoções como medo e felicidade? Cada vez mais a sociedade reconhece a importância de pensar alternativas para minimizar a dor e o sofrimento dos animais.

Pensando nisso, o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) lançou uma campanha nacional sobre bem-estar animal que tem como objetivo informar e conscientizar a população sobre o seu papel, tendo os médicos veterinários e zootecnistas como grandes aliados na promoção do bem-estar animal.

Em todas as áreas, seja para animais de produção, de companhia, selvagens ou de laboratório, o bem-estar deve ser considerado e o comportamento de cada espécie conhecido pelo médico veterinário e zootecnista para que suas necessidades sejam atendidas.

Um animal com alto grau de bem-estar, segundo a Comissão de Ética, Bioética e Bem-estar animal do CFMV é considerado aquele que tem boa saúde e que pode expressar seu comportamento natural. O comportamento natural de um cão, por exemplo, inclui cavar; o de um porco, fuçar; o de um pássaro voar, e assim por diante.

A promoção do bem-estar animal anda de mãos dadas com a promoção do bem-estar humano e da sustentabilidade. É o chamado Bem-estar Único, conceito ligado ao de Saúde Única, que fala da integração entre a saúde e o bem-estar dos animais, seres humanos e condições ambientais.

As Cinco Liberdades

A expressão do comportamento natural da espécie é uma das cinco liberdades que todo animal deve ter. As liberdades são um instrumento reconhecido mundialmente para diagnosticar o bem-estar animal e incluem os principais aspectos que influenciam a qualidade de vida do animal.

São elas: a liberdade de sede, fome e má-nutrição; a liberdade de dor e doença; a liberdade de desconforto; a liberdade para expressar o comportamento natural da espécie; a liberdade de medo e de estresse.

A liberdade nutricional leva em conta se o animal tem acesso a comida e água na quantidade, qualidade e frequência ideais. Caso o animal não tem uma dieta adequada e hidratação apropriada, pode haver desequilíbrio nutricional, gerando obesidade, por exemplo.

A liberdade de dor e doença fala das questões de saúde física. No caso dos animais de companhia, pode haver maior risco de transmissão de doenças entre animais e humanos. As vacinações devem estar sempre em dia, segundo a Cebea, para que o bem-estar único, ou seja, o bem-estar dos animais e seres humanos levando em conta o cuidado com o meio ambiente, seja promovido.

O animal também deve estar livre de desconforto, em um ambiente com abrigo, com temperaturas confortáveis para a espécie e superfícies adequadas para proporcionar conforto. Animais selvagens colocados em recintos pequenos, como gaiolas, por exemplo, não estão exercendo essa liberdade.

A expressão do comportamento natural da espécie deve ser sempre considerada para medir a qualidade de vida e bem-estar do animal. É preciso um espaço que não restrinja os comportamentos do animal, por isso é importante estimular os animais com tarefas e objetos que permitam seus comportamentos naturais. Quando o animal não consegue fazer isso, podem aparecer comportamentos anormais, como andar repetitivamente.

A liberdade de medo e de estresse diz que os animais devem ser livres de sentimentos negativos, para evitar que sofram. Um exemplo é quando há incompatibilidade entre animais domésticos, em que a família introduz um novo animal na casa, caso em que é importante a orientação de um médico veterinário.

Sobre a campanha

A campanha contará com ações variadas, que buscam levar as pessoas e os profissionais à reflexão e ao maior entendimento sobre o bem-estar animal.  Uma delas é um quiz, produzido para testar seus conhecimentos sobre o tema do bem-estar. Resolva clicando aqui e divulgue seu resultado.

Um vídeo de 30 segundos também foi criado para chamar a atenção da sociedade e dos profissionais sobre a importância de se pensar o bem-estar animal. O filme será exibido nos canais AXN, Animal Planet, Globo News e Canal Rural e também em salas de cinema de todo o Brasil. Saiba onde assistir.

Estão disponíveis ainda cinco podcasts sobre temas ligados ao bem-estar animal, com exemplos que esclarecem as principais dúvidas da sociedade.

Outra novidade da campanha é o Twibbon – ferramenta que permite mudar sua foto de perfil do Facebook e usar um filtro especial para mostrar que você aderiu à causa da campanha. Clique aqui e crie o seu.

Além da Revista CFMV, a revista de bordo da companhia aérea Azul também terá um anúncio da campanha no mês de maio. Vai viajar? Não deixe de conferir.

Compartilhe ainda os posts da campanha nas redes sociais, use a tag #bemestaranimal e ajude a criar uma rede de pessoas envolvidas com o tema!

A promoção do bem-estar animal é papel de todos”.

Fonte: CFMV.

 

Direito Agrário

Veja também:

– Bem-estar animal: projeto proíbe o uso de métodos cruéis no descarte de pintos machos em estabelecimentos avícolas comerciais (Portal DireitoAgrário.com, 07/09/2016)

– Produção pecuária e bem-estar animal: Projeto da Câmara Municipal de Goiânia proíbe a comercialização de produtos derivados de processo de alimentação forçada de animais (Portal DireitoAgrário.com, 18/04/2016)

– Novo regulamento da inspeção industrial e sanitária de produtos de origem animal (Portal DireitoAgrário.com, 01/04/2017)

 

Leia também

TRF4 condenou a União a pagar a quantia de R$ 75 milhões pelas benfeitorias feitas para empresa do setor florestal que foi desapropriada

“O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) confirmou em parte a sentença que considerou …